A Arte do Bolo Simples

O segredo do Chiffon Cake, leve, macio e famoso no Japão
A arte do bolo simples - Chiffon de laranja
O chiffon tem textura macia, úmida e delicada

Enquanto o cheiro de pães e doces se misturava no ar da Levain, escola de panificação e confeitaria do chef Rogério Shimura, em São Paulo, Camila Justino, sous-chef e coordenadora dos cursos da escola, perfumava uma das salas com um bolo aparentemente simples, de avó. Mas que, fatiado o primeiro pedaço, já era possível perceber que não se tratava de uma receita qualquer (você confere o preparo no link abaixo).

Tinha um sabor de laranja adocicado na medida, leve, a textura mais ainda, macia, úmida e delicada como uma nuvem, nada de coberturas exageradas, no máximo um pouco de açúcar salpicado para encantar ainda mais os olhos e fazer salivar a boca do comensal. Pode acreditar, um pedaço não é suficiente para satisfazer a gula. Ao mesmo tempo que aquela “nuvem” derrete na boca e se mastiga a massa docemente, a curiosidade fica atiçada e vem a pergunta: como e de onde ele surgiu?

O bolo chiffon foi criado em 1952 por Harry Baker, um vendedor de seguros da Califórnia que manteve a receita em segredo por 20 anos até que, finalmente, decidiu vendê-la para a General Mills, uma das maiores empresa do ramo alimentício no mundo. Em 1948, ela o divulgou na revista Better Homes and Gardens e tornou o chiffon cake uma sensação nos Estados Unidos.

Confira as receitas dessa matéria: